Como diagnosticar

Polissonografia

Além do exame clínico, é necessário que o paciente se submeta a uma polissonografia. Esse exame é realizado em uma clínica do sono e registra uma série de variáveis do organismo ao longo do sono, como frequência cardíaca, esforço respiratório, fluxo de ar, os níveis de oxigênio circulante, as apneias e qualquer outro distúrbio do sono que porventura ocorra. A polissonografia é imprescindível para um bom tratamento da apneia do sono.

Identificação

As apneias são identificadas em sua frequência e duração e classificadas quanto à gravidade de acordo com os seguintes parâmetros:
• Um IAH (Índice de Apneia e Hipoapneia) de 5 a 15 eventos /hora é considerado apneia do sono leve;
• Um IAH de 16 a 29 eventos /hora é considerado apneia do sono obstrutiva moderada;
• Um IAH a partir de 30 eventos /hora é considerado apneia do sono obstrutiva grave.

Classificação

• As apneias também são classificadas de acordo com sua origem:
• Apneia Obstrutiva: quando a parada respiratória é causada por uma obstrução na garganta;
• Apneia Central: quando a parada respiratória é causada por um comando do Sistema Nervoso Central, que impede o funcionamento do diafragma;
• Apneia Mista: quando a parada respiratória é fruto de uma apneia central seguida imediatamente por uma obstrutiva, formando um único episódio.

Sono tranquilo, sem ronco e apneia

Twitter Facebook